CST

Criada por Flávio Oliveira, Modificado em Sat, 19 Oct 2019 na (o) 02:01 PM por Flávio Oliveira

Códigos de Situação Tributária (CST)

A cena é comum, especialmente nas empresas de pequeno porte: o empresário finaliza a venda e na sequência vem uma série de obrigações legais e fiscais. Uma das primeiras é faturar, emitir a nota fiscal. E aí surge uma sopa de letrinhas. Sem recursos para contratar softwares de gestão avançados ou mão-de-obra especializada, o empresário tem que fazer um pouco de tudo ou contar com um funcionário que faz um pouco de tudo. Para emitir a nota fiscal é preciso decifrar o que é CST, CFOP, TIPI… Como nós brasileiros adoramos abreviações, muitas vezes complicamos o que é simples. Um exemplo é o CST.

Neste caso trata-se do Código de Situação Tributária do ICMS (o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

– O que é isso?

Uma tabela cuja finalidade é identificar qual a procedência da mercadoria (de onde veio, se do Brasil ou do exterior) e como a mesma será tributada (se o imposto é calculado normalmente, tem alguma redução ou é isento).

– E onde eu pego essa tabela? Como eu uso isso?

É simples. O código tem 3 dígitos. Na verdade são duas tabelas (A e B). O primeiro dígito está na tabela A e indica a procedência da mercadoria. Se for nacional é o dígito 0, se foi trazida diretamente do exterior é dígito 1 e se foi importada mas adquirida no Brasil é dígito 2.

A tabela B indica o tipo de tributação ou se não tem tributação nenhuma. Lá estão os 2 dígitos que completam o preenchimento e são 11 opções.

– Mas pra que serve isso? Quem usa isso?

Serve para fiscalização, conferências e até mesmo os programadores usam para que seus softwares calculem o ICMS corretamente. Também pode-se montar controles no Excel. À medida que sua empresa crescer e começar a exportar, estes códigos passarão a ter mais utilidade. Enquanto isso, não se assuste e não se estresse. Muitas vezes o que parece complicado e indecifrável, torna-se banal e simplório após algum tempo de uso. Enquanto esse dia não chega, copie e cole as tabelas abaixo e deixe ao lado do computador ou da máquina de escrever.

ORIGEM DA MERCADORIA

0 - Nacional, exceto as indicadas nos códigos 3 a 5;

1 - Estrangeira - Importação direta, exceto a indicada no código 6;

2 - Estrangeira - Adquirida no mercado interno, exceto a indicada no código 7;

3 - Nacional, mercadoria ou bem com Conteúdo de Importação superior a 40% (quarenta por cento);

4 - Nacional, cuja produção tenha sido feita em conformidade com os Processos Produtivos Básicos, de que tratam o Decreto-Lei nº 288/67, e as Leis nºs 8.248/91, 8.387/91, 10.176/01 e 11.484/ 07;

5 - Nacional, mercadoria ou bem com Conteúdo de Importação inferior ou igual a 40% (quarenta por cento);

6 - Estrangeira - Importação direta, sem similar nacional, constante em lista de Resolução CAMEX;

7 - Estrangeira - Adquirida no mercado interno, sem similar nacional, constante em lista de Resolução CAMEX


CST ICMS

00 - tributada integralmente

10 - tributada e com cobrança do ICMS por substituição tributária

20 - com redução de base de cálculo

30 - isenta ou não tributada e com cobrança do ICMS por substituição tributária

40 - isenta

41 - não tributada

50 - com suspensão

51 - com diferimento

60 - ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária

70 - com redução da base de cálculo e cobrança do ICMS por substituição tributária

90 - outras


CST PIS/COFINS

Código – Descrição

  • SAÍDAS
    01 – Operação Tributável com Alíquota Básica
    02 – Operação Tributável com Alíquota por Unidade de Medida de Produto
    03 – Operação Tributável com Alíquota por Unidade de Medida de Produto
    04 – Operação Tributável Monofásica – Revenda a Alíquota Zero
    05 – Operação Tributável por Substituição Tributária
    06 – Operação Tributável a Alíquota Zero
    07 – Operação Isenta da Contribuição
    08 – Operação sem Incidência da Contribuição
    09 – Operação com Suspensão da Contribuição
    49 – Outras Operações de Saída
  • ENTRADAS
    50 – Operação com Direito a Crédito – Vinculada Exclusivamente a Receita Tributada no Mercado Interno
    51 – Operação com Direito a Crédito – Vinculada Exclusivamente a Receita Não-Tributada no Mercado Interno
    52 – Operação com Direito a Crédito – Vinculada Exclusivamente a Receita de Exportação
    53 – Operação com Direito a Crédito – Vinculada a Receitas Tributadas e Não-Tributadas no Mercado Interno
    54 – Operação com Direito a Crédito – Vinculada a Receitas Tributadas no Mercado Interno e de Exportação
    55 – Operação com Direito a Crédito – Vinculada a Receitas Não Tributadas Mercado Interno e de Exportação
    56 – Oper. c/ Direito a Créd. Vinculada a Rec. Tributadas e Não-Tributadas Mercado Interno e de Exportação
    60 – Crédito Presumido – Oper. de Aquisição Vinculada Exclusivamente a Rec. Tributada no Mercado Interno
    61 – Créd. Presumido – Oper. de Aquisição Vinculada Exclusivamente a Rec. Não-Tributada Mercado Interno
    62 – Crédito Presumido – Operação de Aquisição Vinculada Exclusivamente a Receita de Exportação
    63 – Créd. Presumido – Oper. de Aquisição Vinculada a Rec.Tributadas e Não-Tributadas no Mercado Interno
    64 – Créd. Presumido – Oper. de Aquisição Vinculada a Rec. Tributadas no Mercado Interno e de Exportação
    65 – Créd. Presumido – Oper. de Aquisição Vinculada a Rec. Não-Tributadas Mercado Interno e Exportação
    66 – Créd. Presumido – Oper. de Aquisição Vinculada a Rec. Trib. e Não-Trib. Mercado Interno e Exportação
    67 – Crédito Presumido – Outras Operações
    70 – Operação de Aquisição sem Direito a Crédito
    71 – Operação de Aquisição com Isenção
    72 – Operação de Aquisição com Suspensão
    73 – Operação de Aquisição a Alíquota Zero
    74 – Operação de Aquisição sem Incidência da Contribuição
    75 – Operação de Aquisição por Substituição Tributária
    98 – Outras Operações de Entrada
    99 – Outras Operações
     


CST IPI

Código – Descrição

  • SAÍDAS
    50 – Saída Tributada
    51 – Saída Tributável com Alíquota Zero
    52 – Saída Isenta
    53 – Saída Não Tributada
    54 – Saída Imune
    55 – Saída com Suspensão
    99 – Outras Saídas


  • ENTRADAS
    00 – Entrada com Recuperação de Crédito
    01 – Entrada Tributada com Alíquota Zero
    02 – Entrada Isenta
    03 – Entrada Não Tributada
    04 – Entrada Imune
    05 – Entrada com Suspensão
    49 – Outras Entradas


Assista a apresentação:




Este artigo foi útil?

Que bom!

Obrigado pelo seu feedback

Desculpe! Não conseguimos ajudar você

Obrigado pelo seu feedback

Podemos ajudar com algumas dicas para melhorar este artigo!

Selecione pelo menos um dos motivos

Feedback enviado

Agradecemos seu esforço e tentaremos corrigir o artigo